Seleção Brasileira de Goalball Masculina

177A8676.JPG

Alex de Melo Sousa

Posição: ala
Nascimento: 10/12/1994, Rio de Janeiro (RJ)
Equipe: SESI-SP

Principais conquistas
2021: ouro na Paralimpíada de Tóquio.
2019: ouro no Parapan de Lima.
2018: ouro no Mundial de Malmö.
2017: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2016: bronze na Paralimpíada do Rio.
2015: ouro no Parapan de Toronto.
2014: ouro no Mundial de Espoo.

História: Alex tem baixa visão causada por estrabismo e por problema no nervo óptico. Em 2004, acompanhava os treinamentos de uma equipe e, ao fim da atividade, brincava com os equipamentos. Cinco anos depois, passou a treinar a modalidade.

177A8678.JPG

André Claudio Botelho Dantas

Posição: ala
Nascimento: 19/05/1995, Brasília (DF)
Equipe: CETEFE-DF

Principais conquistas
2022: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2018: ouro no Mundial de Malmö.

2017: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.

História: nasceu com toxoplasmose, o que afetou sua visão. Em 2009, conheceu o goalball para participar das Paralimpíadas Escolares. Gostou tanto que largou a natação, modalidade que praticava na época. A primeira convocação para a Seleção veio no Mundial de Jovens de 2013.

177A8686.JPG

Emerson Ernesto da Silva

Posição: ala
Nascimento: 11/02/1999, Campina Grande (PB)
Equipe: APACE-PB

Principais conquistas
2022: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2021: ouro na Paralimpíada de Tóquio.
2019: ouro no Parapan de Lima 2019.

História: possui miopia, nistagmo e degeneração da retina. Conheceu a modalidade por meio do irmão que já praticava e se apaixonou ao frequentar um treino. Foi convocado para a Seleção pela primeira vez em 2016.  

177A8681.JPG

Ivanilson Idalino da Silva (Son)

Posição: pivô
Nascimento: 14/04/1991, Mauá (SP)
Equipe: SESI-SP

Principais conquistas
2022: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.

História: nasceu com a retinose pigmentar. Começou a jogar goalball em 2010. Em maio de 2019, pintou a primeira convocação para a seleção.

177A8685.JPG

Josemárcio da Silva Sousa

Posição: ala
Nascimento: 08/09/1995, Santa Maria do Pará (PA)
Equipe: SESI-SP

Principais conquistas
2022: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2021: ouro na Paralimpíada de Tóquio.
2019: ouro no Parapan de Lima.
2018: ouro no Mundial de Malmö.
2017: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2016: bronze na Paralimpíada do Rio.
2015: ouro no Parapan de Toronto.

História: Uma atrofia óptica de nascença deixou Josemárcio com apenas 40% da visão. O atleta descobriu a modalidade aos 14 anos, quando o irmão e uma professora o chamaram para praticar.

177A8692.JPG

Leomon Moreno da Silva

Posição: ala/pivô
Nascimento: 21/08/1993, Brasília (DF)
Equipe: SANTOS-SP

Principais conquistas
2022: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2021: ouro na Paralimpíada de Tóquio.
2019: ouro no Parapan de Lima.
2018: ouro no Mundial de Malmö.
2017: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2016: bronze na Paralimpíada do Rio.
2015: ouro no Parapan de Toronto.
2014: ouro no Mundial de Espoo.
2013: bronze no Campeonato das Américas de Colorado Springs.
2012: prata na Paralimpíada de Londres.

História: Leomon nasceu com retinose pigmentar e conheceu o goalball aos 7 anos. Era "guia" dos irmãos e os levava para os treinos. Aos 14, começou a competir. Eleito o melhor do mundo em 2018. 

PAULO_SATURNINO.JPG

Paulo Rubens Saturnino

Posição: ala
Nascimento: 01/06/1998, São Vicente (SP)
Equipe: SANTOS-SP

Principais conquistas

Ainda não teve com a Seleção.

História: aos 9 anos, descobriu que tinha a Doença de Stargardt. Conheceu a modalidade no Lar das Moças Cegas, em Santos, quando foi convidado em 2012 pelo atleta Gilmar dos Santos a visitar a instituição. Foi convocado pela primeira vez para a Seleção em 2016.

177A8682.JPG

Romário Diego Marques

Posição: ala/pivô
Nascimento: 20/07/1989, João Pessoa (PB)
Equipe: ICEMAT-MT

Principais conquistas
2022: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2021: ouro na Paralimpíada de Tóquio.
2019: ouro no Parapan de Lima.

2018: ouro no Mundial de Malmö.
2017: ouro no Campeonato das Américas de São Paulo.
2016: bronze na Paralimpíada do Rio.
2015: ouro no Parapan de Toronto.
2014: ouro no Mundial de Espoo.
2013: bronze no Campeonato das Américas de Colorado Springs.
2012: prata na Paralimpíada de Londres.
2011: ouro no Parapan de Guadalajara.

História: Perdeu a visão aos 8 anos de idade, em consequência de uma retinose pigmentar. Chegou a praticar judô. Conheceu o goalball em 2005 e, no ano seguinte, era convocado para a Seleção pela primeira vez.

Comissão Técnica

jonatas.JPG

Jônatas da Silva Cunha Castro

Função: Técnico

Nascimento: 20/02/1983, Pombal (PB)

História: iniciou em 2014 como auxiliar técnico da Seleção feminina, da qual virou treinador em setembro de 2021. Em março de 2022, assumiu o comando da Seleção masculina.

177A0884.JPG

Fábio Brandolin

Função: Auxiliar Técnico

Nascimento: 19/07/1981, Rio de Janeiro (RJ)

História: assumiu como auxiliar da Seleção masculina em março de 2022.

177A8718.JPG

Daniel Brandão Martins

Função: Fisioterapeuta

Nascimento: 06/10/1979, Rio de Janeiro (RJ)

História: está na seleção desde 2015.

177A0247.JPGMateus Duarte Ribeiro

Função: Preparador físico

Nascimento: 21/02/1996, João Pessoa (PB)

História: Entrou na Seleção em 2022.

177A1015.JPG

Rene da Costa Quintas Oliveira

Função: Técnico da Seleção masculina de base

Nascimento: 21/01/1979, Mogi das Cruzes (PB)

História: Assumiu o comando da Seleção masculina de base em março de 2022.

dravanessa.JPGVanessa de Sousa Melo

Função: Médica 

Nascimento: 26/01/1993, São João da Boa Vista (SP)

História: Está nas Seleções de goalball desde 2022.

Voltar ao topo