O judô entrou para a grade paralímpica nos Jogos de Seul, em 1988, somente na categoria masculina. A estreia das disputadas femininas veio 16 anos depois, em 2004, nos Jogos de Atenas.

No Brasil, a modalidade começou a ser praticada no início da década de 80. E a primeira participação internacional foi em 1987, no torneio de Paris. No ano seguinte, na Paralimpíada de Seul, o país conseguiu três medalhas de bronze, com Leonel Filho, Júlio Silva e Jaime de Oliveira, iniciando uma grande trajetória de conquistas na modalidade.

A primeira medalha de ouro do Brasil em Jogos Paralímpicos veio em Atlanta, 1996, com a lenda Antônio Tenório, que depois conquistou outras cinco, sendo três douradas, uma prata e um bronze. As primeiras mulheres brasileiras a subirem no pódio foram Karla Cardoso e Daniele Silva, na Grécia. No total, o judô já rendeu ao país 25 medalhas na história dos Jogos, sendo cinco ouros, nove pratas e onze bronzes.

No Brasil, o número de atletas que participam das competições da CBDV gira em torno de 200, enquanto no mundo, de acordo com a lista do Ranking Mundial da IBSA, existem mais de 500 competidores de quatro continentes e aproximadamente 50 países.

 

Ranking Nacional

 

A CBDV possui um Ranking de Clubes para futebol de cegos e goalball que leva em conta resultados nos torneios regionais e nacionais. No caso do judô paralímpico, o ranking é de atletas e a validade dele será a mesma do ciclo paralímpico, ou seja, a cada fim de ciclo, o ranking é zerado.  


CLIQUE AQUI para acessar o Ranking Nacional de Judô Feminino (atualizado em SETEMBRO/2022).

CLIQUE AQUI para acessar o Ranking Nacional de Judô Masculino (atualizado em SETEMBRO/2022).

 

Notícias do Judô

Dos 14 convocados, sete se mantiveram no topo do ranking divulgado pela IBSA nesta semana; veja quem defenderá o Brasil

Embalada por Mundial, Seleção de judô luta no Canadá em dezembro

Dos 14 convocados, sete se mantiveram no topo do ranking divulgado pela IBSA nesta semana; veja quem defenderá o Brasil

Goalball e futebol de cegos terão última fase de atividades neste mês, em São Paulo; confira as listas de convocados

Campos de treinamento da base reuniram 61 jovens talentos em 2022

Goalball e futebol de cegos terão última fase de atividades neste mês, em São Paulo; confira as listas de convocados

Último dia do torneio de judô paralímpico no Azerbaijão é marcado pela disputa por equipes; Brasil fica em quarto no geral individual

Brasil é prata com as mulheres e bronze com os homens no Mundial

Último dia do torneio de judô paralímpico no Azerbaijão é marcado pela disputa por equipes; Brasil fica em quarto no geral individual

Alana Maldonado e Wilians Araújo são campeões, e país conquista ainda uma prata e cinco bronzes; Mundial acaba nesta quinta

Seleção Brasileira de judô paralímpico faz história em Baku

Alana Maldonado e Wilians Araújo são campeões, e país conquista ainda uma prata e cinco bronzes; Mundial acaba nesta quinta

Dos dez judocas em ação nas lutas preliminares desta quarta-feira, apenas um não vai brigar por pódio no Mundial do Azerbaijão

Brasil disputa nove medalhas no judô nesta quarta; Alana busca o bi

Dos dez judocas em ação nas lutas preliminares desta quarta-feira, apenas um não vai brigar por pódio no Mundial do Azerbaijão

Voltar ao topo